segunda-feira, 1 de junho de 2009

Todos contra o Meio-Ambiente

Este blog às vezes pode parecer negativo demais, eu reconheço; mas eu pergunto a vocês, amigos, como podemos agir de outra forma diante de tantos absurdos praticados contra o meio-ambiente, principalmente aqui no Brasil?

E o contra-senso é total: em um momento que as tragédias associadas ao Aquecimento Global estão aí, na cara de todos (enchentes ano passado em Santa Catarina e este ano no Nordeste, seca recorde no Sul do país e muitos outros fatores), os governantes, os ruralistas e as televisões parecem associar-se contra a preservação do pouco que resta preservado de nossa natureza. Senão vejamos, resumidamente, algumas ações recentes. Vamos nos concentrar apenas nestes últimos 5 meses ou pouco mais:

- Aprovação do criminoso "código ambiental" em Santa Catarina (deveria se chamar "código de destruição"), o qual permite que as propriedades rurais praticamente não tenham mais mata ciliar (5 metros não é nada), dentre vários outros absurdos;
- A TV Bandeirantes desencadeou campanha deslavada contra as leis ambientais, enganando a população ao dizer que tais leis "travam o desenvolvimento do Brasil";
- Fazem coro junto com este canal de TV o ministro da agricultura Reinhold Stephanes, a ministra da casa civil "mãe do pac" Dilma Roussef, o "ministro americano" Mangabeira Unger e mais uma série de outros funcionários do primeiro escalão do (des)governo, todos contra as leis ambientais e a favor de um "desenvolvimentismo" suicida, típico dos governos militares dos anos 60 e 70;
- O fanfarrão "lulla", o qual se diz presidente, deu voz a esta campanha, com suas blasfêmias de dizer que as obras que "eççe paíz precisa" não vão pra frente por causa do bagre, da perereca, etc., bem como dizer que se existissem leis ambientais nos anos 50, Brasilia não existiria, dentre outras idiotices típicas de quem não estudou e faz discurso sem o menor embasamento;
- Com esse empenho todo, o mesmo presidente decreta lei que permite a destruição de nossas cavernas (o que o país vai ganhar destruindo estes importantes abrigos de biodiversidades quase extintas, bem como de sítios arqueológicos?), autorizando também a "doação" de terras Amazônicas aos mesmos criminosos que destruíram quase 20% da (ainda) maior floresta tropical do mundo (ou seja, ser criminoso neste país realmente continua compensando) e, o pior, aprova leis incentivando a abertura e asfaltamento de estradas nos locais mais remotos e (ainda) preservados da Floresta Amazônica (isto é uma decretação de pena de morte para a floresta);
- Para completar, a bancada ruralista no congresso tenta aprovar lei que dá autonomia a estados e municípios para legislarem da forma que bem entenderem sobre as questões ambientais, o que dá força a absurdos como esta lei catarinense e criará mais uma série de brechas para o desmatamento pelo país afora (como se já não desmatassem sem respeitar nada, imaginem amparados pela lei!).

Eu não estou me lembrando de todos os absurdos dos últimos meses. Sei que, enquanto isso, tenta-se enfraquecer mais um ministro do meio-ambiente, deixando o midiático Carlos Minc ainda mais fraco do que já é em suas ações.

Tem horas que nós, como ambientalistas que somos, perdemos quase todas as esperanças. Foram anos de conquistas de ONGs sérias como SOS Mata Atlântica, Greenpeace, WWF, Ipê, etc., as quais passaram a década de 80 lutando por aprovações de leis que freassem a destruição violenta pela qual a natureza passou nos últimos séculos, e que agora se vêem desmoralizadas por governos e TVs populistas, que de uma hora pra outra resolveram colocar a população contra os ambientalistas, contra a preservação!

O Brasil já é um país cuja população, por natureza, despreza o meio-ambiente. É só ver nas cidades o quanto de árvores são cortadas pelos próprios moradores, sem saber o quanto o verde os beneficia; a imensa impermeabilização das cidades que causa enchentes astronômicas; o descaso com o lixo, que é jogado em ruas, rios e córregos e quase nunca reciclado. Indo para o meio rural, basta ver o desprezo de grande parte dos agricultores pelo "mato", que deve ser cortado e queimado a todo custo. Enfim, práticas que vêm de longe e que mostram que a consciência ambiental tinha que começar na casa, na cabeça de cada um. E o pouco de avanço que podemos ter tido vai por água abaixo com este discurso errôneo de que "preservação ambiental é atraso".

Enquanto isso, num plano macro, não se investe em energias alternativas, como solar e eólica. Só se fomenta inundações dantescas na Floresta Amazônica para construir hidrelétricas (que além de acabarem com a floresta, geram gás metano e levam pobreza e sujeira às regiões próximas); fomenta-se mais usinas termoelétricas, queimando óleo e carvão; investe-se no transporte rodoviário até em áreas preservadas, quando o ferroviário poluiria menos e não impactaria as margens da via; etc.

Como se vê, o movimento ambientalista está sendo sistematicamente atacado e enfraquecido.
...

Caros amigos,
Para continuar a ler este e outros textos, gostaria que vocês conhecessem este livro.
Ele possui todos os TEXTOS deste blog REVISADOS E AMPLIADOS , bem como TEXTOS INÉDITOS também!
O livro "REFLEXÕES ECOLÓGICAS EM UM MUNDO INSUSTENTÁVEL" vocês podem adquirir clicando na imagem acima, no site CLUBE DE LEITORES.

Os leitores que quiserem guardar este conteúdo em sua biblioteca ou mesmo dá-lo de presente a amigos, eu ficarei bastante honrado!

A luta do BLOG TREES FOREVER por um mundo mais sustentável e por governos mais sérios e atuantes na área ambiental vocês já conhecem. Esta luta é de todos nós e eu agradeço muito por estes quase dois anos de convivência aqui neste ambiente virtual!

Se possível, por favor ajudem-nos a divulgar este livro, enviando o site abaixo a seus amigos, conhecidos, colegas de trabalho, familiares, etc.:

http://clubedeautores.com.br/book/9850--REFLEXOES_ECOLOGICAS

Um forte abraço a todos e muito obrigado!!

Gabriel Bertran


7 comentários:

carlos roberto disse...

Entendo o seu desânimo e perplexidade. Também sinto a mesma coisa. Também eu, em determinados momentos, tenho vontade de esquecer as questões ambientais e aproveitar o meu tempo livre como qualquer cidadão comum faz: indo ao cinema, ao shopping, batendo uma bolinha acompanhada de algumas cervejas, jogando uma partidinha de buraco, entre outras amenidades típicas do no nosso lazer diário.

Também estou cansado de dar murro em ponta de faca e lutar contra um poder estupidamente maior que o meu, o seu e o da meia dúzia de abnegados que se dispõem a usar parte da vida nessa luta.

Mas temos um compromisso com a nossa consciência, com as gerações futuras (nossos filhos, inclusive!) e com essa coisa linda chamada NATUREZA! Por isso não podemos desistir! Por isso temos que seguir em frente! Já perdemos, e acredite, ainda vamos perder muitas batalhas, mas a guerra não acabou e quem sabe não venceremos o último confronto! Temos que acreditar e continuar lutando!

Não desista, jamais, pois o planeta precisa de gente como você!...

vfarjalla disse...

Muito bom o texto.. gostaria apenas de frisar oq foi dito pelo carlos roberto: "Não desista, jamais, pois o planeta precisa de gente como você!..." Gente como nós ! um abraço

Fusca disse...

Caro Gabriel,
você está certo e o clima de cada brasileiro que se preze é de pessimismo, desânimo e indignação com a devastação moral, ambiental e intelectual que está sendo perpetrada contra nosso país.
Está chegando a hora de um basta.

AnaKris disse...

Gabriel, também eu te digo para não desistir.
Todos nós, com um pouquinho de bom senso e honestidade, tentamos de certa forma salvar o planeta. Seja nas nossas ações diárias, seja na hora do nosso voto.
Já estou acostumada a esse "pregar no deserto" que é o que você sente neste momento. Mas o que me serve de consolo é que estou feliz comigo mesma, me sinto alinhada ao planeta e às forças que o sustentam.
Continue o seu trabalho. Se você conseguir convencer a pelo menos mais uma pessoa, já é um passo adiante.
Aproveito para te comunicar que já postei o seu "post" no meu blog Estrada do Bem (http://estradadobem.blogspot.com/)também - obviamente te dei os créditos, mas se não gostar, por favor me avise que eu tiro na hora - e eu gostaria de mandar também o seu texto por email para as pessoas que conheço.
Posso?

GABRIEL BERTRAN disse...

Amigos, obrigado a todos pelo apoio! Agradeço à AnaKris e pelo Carlos Roberto pelas publicações em seus blogs.
Temos que divulgar mesmo estes absurdos, pois pensamos da mesma forma em relação a esta situação dramática que vivemos.. Pena que somos minoria "neççe paíz".
O que estão fazendo na Amazônia é "doar as terras a quem roubou-as". É como um assaltante entrar numa casa,violentar a família,roubar tudo o que tem lá e, como prêmio, ganhar a chave da casa para viver nela!!
Todos estes que se mostram contra a Natureza na verdade são contra si mesmos,estão se suididando! O que a natureza fez de tão mal à humanidade, além de inclui-la nela, não? O ser-humano não merece o planeta que foi confiado a ele!
Ridículo o ponto a que chegamos...

carlos roberto disse...

Amigo Gabriel:

Faço questão de marcar minha presença no seu blog nesse DIA DO MEIO AMBIENTE, prá que você saiba que estou presente nessa luta mais do que nunca!

Por outro lado, quero lhe dizer que você está me devendo pela guerreira que arranjei para o seu time, que é a AnaKris. Digo "arranjei" porque ela chegou a você depois que postei o seu texto no meu blog. Você pode pagar a dívida continuando na luta.

Saiba também que não estou preocupado em dividi-la com você, porque ela tem coração e disposição suficientes prá ajudar a nós dois!

Um abração, e vamos em frente...

GABRIEL BERTRAN disse...

Caro Carlos, estamos juntos nesta luta e gostei muito da participação
e da publicação do texto por parte da AnaKris, excelente pessoa!!
Vamos pagar nossa dívida com o meio-ambiente todos juntos, nunca
desistindo desta luta!!
Ah, postei um novo artigo sobre este dia aqui, se tiver um tempo leia e pode republicá-lo também!
Um forte abraço, meu amigo!!
GABRIEL