sábado, 8 de agosto de 2009

Repúdio à Censura

Caros amigos,
Hoje falo aqui, com muito pesar, sobre uma notícia que ocorreu há cerca de uma semana (já está defasada, portanto), mas que não deve ser esquecida, dada sua importância.
Como vocês já devem saber, o jornal O Estado de São Paulo foi censurado pela família de José Sarney, através de recurso judicial dado por um desembargador amigo desta família de coronéis nordestinos. Não vou me ater aos detalhes da notícia, a qual vocês podem ler no link abaixo:

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,justica-obriga-grupo-estado-a-retirar-gravacoes-de-sarney,411711,0.htm

O que quero ressaltar neste espaço é que a liberdade de imprensa não pertence aos jornais, ela pertence a todos nós, que temos o direito de saber o que ocorre por toda parte.

O mais interessante é que, no meio da maior das roubalheiras que já se viu "neççe paíz" (como diz nosso presiMENTE), o único punido é um meio de comunicação sério como o Estadão! Ou seja, pune-se quem fala a verdade. Tenta-se calar a nossa voz. Tenta-se tirar da população o seu direto à informação! E tudo isso em um período de nossa história que se diz democrático. É uma sombra do regime de exceção que o país viveu entre 1964 e 1985 - justamente quando, ao final deste período ditatorial, este mesmo José Sarney tornou-se presidente, por um acidente do destino - provavelmente ele nunca quis deixar de exercer o "pudê", pois até hoje está em evidência e não quer saber de sair do vergonhoso cargo que ocupa.

Parece que a aliança entre os "bolivarianos" da América Latina e os "coronéis" do Nordeste brasileiro se consolidou no governo lulla (vale lembrar que lulla já afirmou que a Venezuela tem "muita democracia" - e todas as semanas vemos fechamento de veículos de imprensa por lá - imagine se aquele país não fosse uma "democracia"). As piores e mais retrógradas forças dirigentes, as quais só pensam em obter vantagens para si mesmos, continuam no comando do Brasil. O lulla adula tanto os ditadores estrangeiros quanto os corruptos brasileiros. Todos que, quando ele era candidato, fazia questão de xingar com as palavras mais baixas! Quantas vezes lulla chamou sarney e collor de ladrões, sendo que hoje os defende como "pessoas incomuns"? É uma inversão total de valores.

Alguns perguntarão o que este blog, voltado ao meio-ambiente, tem a ver com isso, com essa politicagem toda? Bem da verdade, tudo o que ocorre prejudica sim o nosso meio-ambiente. Até porque a manutenção de tudo como está retroalimenta esse sistema de destruição da Amazônia, que é intimamente ligado a políticos corruptos (que drenam milhões em recursos que poderiam ser aplicados em preservação, para o bolso delles). Bem sabemos que grande parte deles têm fazenda da gado na área da Amazônia Legal (inclusive o filho do presidente lulla). Por aí vemos que não há o menor interesse na preservação. A aliança delles com os ruralistas é visível. E em todas as reuniões internacionais sobre mudanças climáticas de que o Brasil participa, nunca existe boa vontade em reduzirmos nosso desmatamento e nossas emissões. Tudo em nome de um pseudo-desenvolvimento, que é altamente destrutivo.

E até nesta área existem censura: os números do INPE referentes ao desmatamento são sistematicamente manipulados pela propaganda oficial do (des)governo, com o claro intuito de mostrar que está tudo bem e que estamos reduzindo o desmatamento! Mas na prática quase nada se fez de concreto. O que for feito de bom nós iremos apoiar (apesar deste blog NÃO apoiar o governo atual, já criticamos a oposição também, como no caso das Marginais em São Paulo). Mas queremos ver resultados práticos, não mera propaganda enganosa.

Estamos de luto pela censura neste país. É um episódio triste, que se se repetir, poderá levar-nos a uma situação institucional realmente perigosa. Se hoje eles já fazem o que querem, imagine sem liberdade de informação! Que fique o alerta registrado.

Um comentário:

GABRIEL BERTRAN disse...

Eu sugiro lerem a coluna do José Goldemberg no Estadão de hoje, intitulada "As negociações sobre o clima e seus mitos", que diz muito sobre o tema do artigo acima. Aí vai o link:

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090817/not_imp419863,0.php